Monthly Archives: Outubro 2011

“Ninguém nasce leitor”

Uma revolução silenciosa ocorre hoje nas escolas, graças às bibliotecas escolares e aos professores bibliotecários. Portugal conseguiu pela primeira vez, em 2010, atingir a média dos países da OCDE em literacia de leitura.”

..

     Numa entrevista à revista Visão, do dia 20 de outubro de 2011, a Dr.ª Teresa Calçada, coordenadora nacional da Rede de Bibliotecas Escolares (RBE),  salienta a importância do trabalho das Bibliotecas Escolares e dos professores bibliotecários na formação de alunos leitores, munindo-os das ferramentas necessárias à integração num mundo de informação como o de hoje.
Ler a  entrevista completa aqui.

 

Anúncios

Concurso Nacional de Leitura 2011/2012

Tal como em anos anteriores, e levando em conta a necessidade de promover a leitura nas escolas de uma forma lúdica, o PNL / Plano Nacional de Leitura – em articulação com a DGLB / Direcção-Geral do Livro e das Bibliotecas e com a RBE / Rede das Bibliotecas Escolares – promove, no ano lectivo de 2011 / 2012, o Concurso Nacional de Leitura. Tendo como objectivo estimular a prática da leitura entre os alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e do Ensino Secundário, o concurso pretende avaliar a leitura de obras literárias pelos estudantes desses graus de ensino.

Dia das Bibliotecas Escolares em Portugal.

De acordo com a resolução da IASL, Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas e cada país pode escolher um dia particular deste mês para celebrar as suas bibliotecas escolares. A RBE decidiu que o dia 24 de outubro fosse o Dia das Bibliotecas Escolares em Portugal. (…) Se clicar aqui, entra no portal da RBE onde pode ficar com uma panorâmica geral do que em 15 anos tem sido feito em prol de melhores bibliotecas escolares em Portugal.

«É um orgulho estar na elite mundial das bibliotecas certificadas pela UNESCO»

Figueiró dos Vinhos

06 | 10 | 2011   10.27H

A Biblioteca Municipal de Figueiró dos Vinhos recebe hoje o certificado de associada da UNESCO, “uma distinção que enche o concelho de orgulho e a liga a uma elite mundial”, disse à Lusa o presidente da Câmara.

Destak/Lusa | destak@destak.pt

“São apenas seis em Portugal e cerca de 500 em todo o mundo as bibliotecas que possuem esta distinção”, salientou Rui Silva, explicando que valoriza “o trabalho notável que tem sido realizado no âmbito da recuperação, conservação e divulgação histórica e cultural de Figueiró dos Vinhos”.

O autarca salienta que a distinção é de uma grande importância para um concelho do interior do distrito de Leiria, “muitas vezes mediatizado apenas pelos incêndios ou pelo despovoamento”.

O principal objetivo da Rede de Bibliotecas Associadas da UNESCO é encorajar as bibliotecas a desenvolver atividades nos domínios da UNESCO, como a promoção dos direitos humanos e da paz, do diálogo inter cultural, da proteção do ambiente ou da luta contra a iliteracia.

Em Portugal, atualmente, apenas fazem parte desta Rede as bibliotecas de Alcochete, Beja, Guimarães, Porto, Torres Novas e Olhão.

A Biblioteca Municipal Simões de Almeida (tio) é também uma das poucas bibliotecas portuguesas que desde 2010 integra a Europeana, uma biblioteca digital, que conta com livros, mapas, gravações, fotografias, documentos de arquivo, pinturas e filmes do acervo de diversas e instituições culturais, entre as quais estão bibliotecas, arquivos e museus dos 27 Estados-Membros da União Europeia.

A certificação pela UNESCO da biblioteca, que assinala a 28 de outubro uma década de existência, confere-lhe “notoriedade e reconhecimento e prova que no interior do país trabalha-se com qualidade o domínio imaterial, já que o tempo das obras físicas já lá vai”, defende Rui Silva.

A Biblioteca Municipal fornece diversos serviços locais, desde o apoio às bibliotecas escolares do concelho, serviço de informação à comunidade – que passa, por exemplo, por disponibilizar o documento integral assinado com a troika -, animação de leitura, atividades culturais e um programa de formação intermunicipal.

Simões de Almeida (tio), escultor que dá o nome à biblioteca, nasceu em Figueiró dos Vinhos em 1844, foi o primeiro bolseiro de escultura da Academia de Belas-Artes de Lisboa a estudar no estrangeiro e foi professor de Desenho e de Escultura na Escola de Belas-Artes de Lisboa durante 31 anos.

Poeta Tomas Tranströmer, prémio Nobel da Literatura 2011

O sueco  Tomas Tranströmer foi distinguido hoje com o prémio Nobel da Literatura. O galardão foi anunciado hoje em Estocolmo às 8h (12h em Lisboa).

O prémio Nobel da Literatura 2011 é representante da poesia lírica, que não era premiada pela academia sueca desde 1996.

O prémio tem o valor monetário de dez milhões de coroas suecas, cerca de 1,1 milhões de euros.

A cerimónia de entrega dos Prémios Nobel 2011 realiza-se no próximo dia 10 de dezembro, na capital sueca.

Na edição anterior, em 2010, o Nobel da Literatura distinguiu o escritor de origem peruana Mário Vargas Llosa, autor de “Conversa n’A Catedral” e de “Guerra do Fim do Mundo”.