Category Archives: Efemérides

Magusto

O Dia de S. Martinho foi mais uma vez assinalado na nossa escola. A Biblioteca Escolar juntamente com as funcionárias do Bar realizaram o anunciado Magusto. Contrariando o dito popular “Verão de S. Martinho”, a chuva quis marcar presença neste momento de confraternização da comunidade escolar. Apesar deste constrangimento muitos foram os que provaram a castanha assada pelo professor António Padeira. Um bem haja a todos quantos contribuíram para a sua realização. As fotos

PAABEA Efemérides 2019/2020

Vamos imaginar… – Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Neste mês de outubro, internacionalmente celebrado como o mês das bibliotecas escolares, é-nos proposto pela IASL o lema Vamos imaginar

Vamos imaginar… que os nossos alunos reconhecem o valor do património humano nas suas diferentes vertentes, que aprendem a criar, a pensar, a intervir, a fundamentar as suas opiniões, a melhorar a sua relação consigo, com os outros e que encontram o seu lugar no mundo.

Vamos imaginar… que se estabelecem pontes entre os vários agentes educativos na escola e que todos juntos construímos uma escola criativa, motivadora e geradora de um futuro promissor.

Vamos imaginar… que as bibliotecas respondem aos sonhos dos nossos alunos, dos nossos professores e da nossa escola.

Com o vosso trabalho, empenho e constante esforço de atualização, sei que podemos ir além de imaginar, concretizando muitos destes desafios.

Neste arranque de um mês tão simbólico para as bibliotecas, venho desejar os maiores sucessos ao longo deste ano letivo, sabendo-se que o êxito coletivo resulta dos bons resultados de cada um.

Cordialmente,

Manuela Pargana Silva

ManiFESTA-te pela leitura!

ManiFESTA-te pela leitura!
Dia Mundial do Livro
Chiado, 23 de abril, 14h30

Para comemorar o Dia Mundial do Livro, o Plano Nacional de Leitura 2027 vai realizar uma grande marcha pela leitura, um momento festivo de celebração do livro, dos autores e dos leitores.

O desfile realiza-se em Lisboa, no dia 23 de abril, às 14h30, partirá da Praça Luís de Camões e seguirá pelo Chiado, com paragens para leituras em voz alta nas livrarias BD Mania, Bertrand, Férin e FNAC. O desfile será acompanhado por músicos e por artistas do Chapitô.

Contamos com a vossa participação!

Contamos com todos os que gostam de livros, leitura e palavras!

©PNL2019 http://www.pnl2027.gov.pt/np4/diamundialdolivro2019.html

Dia Mundial do Livro – 23 de abril

No Dia Mundial do Livro, a Biblioteca Escolar da ESSJE convida a comunidade escolar a visitar a exposição “Se Eu Fosse Um Livro” patente no pavilhão C junto à biblioteca.

© PAA BEA Efemérides

 

Imagem

Magusto – Dia de São Martinho

Dia Internacional da mulher

Porquê esta data?

Neste dimulheresa, no ano de 1857, as operárias têxteis de uma fábrica de Nova Iorque entraram em greve, ocupando a fábrica para reivindicar a redução de um horário de mais de 16 horas por dia para 10 horas. Estas operárias, que recebiam menos de um terço do salário dos homens, foram fechadas na fábrica, onde se declarou um incêndio.Cerca de 130 mulheres morreram queimadas. Em 1910, numa conferência internacional de mulheres realizada na Dinamarca, foi decidido homenagear aquelas mulheres, proclamando o dia 8 de Março como “Dia Internacional da Mulher”(ler mais)

©PAABECRE Efemérides Dia Internacional da Mulher 2017/2018

CESÁRIO VERDE (1855-1886)

Foi um dos grandes poetas portugueses. A sua obra não é muito vasta, porque morreu de tuberculose com apenas trinta e um anos. Foi jornalista e começa a publicar os seus poemas nos jornais, sobretudo no Diário de Notícias. Apesar desta divulgação, a importância da sua obra não foi reconhecida durante a sua vida. Foi, aliás, mordazmente criticada por Ramalho Ortigão e Teófilo Braga, seus contemporâneos. Só em 1887, um ano depois da sua morte, e quando Silva Pinto faz publicar em livro alguns dos poemas, “O livro de Cesário Verde”, é que começa o seu apreço público. Escreveu mais poesia, mas os outros poemas acabaram por não ser publicados por terem desaparecido num incêndio em sua casa, em 1919.

Hoje, a sua obra é muito apreciada. “Só” é, talvez, o seu livro mais conhecido, o “livro mais triste publicado em Portugal”, segundo o autor. Mas é indubitável a sua influência na poesia moderna portuguesa. Um modernista antes do tempo: o retrato da vida quotidiana, das coisas humildes e simples do dia a dia; o binómio campo/cidade, que serve de suporte aos sentimentos e ideias do poeta, aproximam-no do Realismo e do Naturalismo. A sua obra tem sido objecto de estudo, com opiniões muito variadas.(saber mais).

Efemérides

Ficha informativa

Base de Dados de Autores Portugueses

(adaptação nossa: professora Adelaide Saraiva)

©PAABECRE Efemérides Cesário Verde 2017/2018