Category Archives: Efemérides

Vídeo

Assinalar o Dia dos Direitos Humanos – 10 a 18 de dezembro de 2020

No âmbito do seu Plano de Atividades, a Biblioteca Escolar Centro de Recursos Educativos, tem vindo a assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos com diversas atividades. Apesar das atuais contingências deixam-se aqui alguns materiais e recursos para reflexão ou dinamização nos contextos de sala de aula. A participação na conferência do dia 15 carece de inscrição prévia. Agradecemos que no espaço reservado aos comentários de cada atividade sejam registadas as turmas que a desenvolveram assim como o seu grau de satisfação. Qualquer esclarecimento pode ser dirigido ao professor António Padeira.

Made with Padlet

©BEA PAA 2020/2021 Efemérides

O DIA DE S. MARTINHO: COMEMORAÇÕES E TRADIÇÕES

O São Martinho festeja-se numa época do ano marcada pela colheita da castanha (feita durante os meses de outubro, novembro e dezembro) por isso, é natural que ela seja convidada para fazer parte da festa! A castanha é chamada, na zona de Trás-os-Montes, o pão dos pobres. No entanto, há histórias que contam que a origem dos magustos está no Dia de Todos os Santos, 1 de novembro. Diz-se que se terá começado por preparar mesas com castanhas por altura de novembro para que os espíritos dos mortos da família aparecessem e as pudessem comer. Quando nasce, a castanha está protegida por uma “capa” cheia de picos – o chamado ouriço da castanha. Quando chega o outono, o ouriço abre-se e a castanha cai!(ler mais)

“Mas o fruto dos frutos, o único que ao mesmo tempo alimenta e simboliza, cai de umas árvores altas, imensas, centenárias, que, puras como vestais, parecem encarnar a virgindade da própria paisagem. Só em Novembro as agita a inquietação funda, dolorosa, que as faz lançar ao chão lágrimas que são ouriços. Abrindo-as, essas lágrimas eriçadas de espinhos deixam ver numa cama fofa a maravilha singular de que falo, tão desafectada que até no nome é doce e modesta – a castanha. Assada, no S. Martinho, serve de lastro à prova do vinho novo. Cozida, no Janeiro glacial, aquece as mãos e a boca dos pobres e ricos. Crua, engorda os porcos, com a vossa licença…”.

Miguel Torga, em “Um Reino Maravilhoso” (1941)

Tendo em conta a atual situação de pandemia, a Biblioteca Escolar não irá realizar o habitual Magusto, mas partilha as fotos da edição de 2019 com a promessa de voltar para o ano, Boas Leituras

 

©BEA PAA 2020/2021 Efemérides

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares • Outubro 2020

Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), uma oportunidade para as bibliotecas escolares de todo o mundo darem a conhecer o trabalho que desenvolvem e mostrarem que não são apenas um serviço, mas um centro nevrálgico vital nas escolas. 

O tema do MIBE 2020, Descobrir caminhos para a saúde e o bem-estar com a biblioteca escolar, baseia-se no Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 3 da Agenda 2030 da ONU: Saúde de qualidade. Questão central na atualidade, o tema leva-nos a refletir sobre a relação entre o conhecimento e a construção de uma visão holística do ser humano no mundo. A biblioteca escolar, assumindo a missão de servir a comunidade, é convidada a celebrar neste mês os caminhos que vai descobrindo para ajudar a promover a saúde e o bem-estar ocupacional, emocional, físico, espiritual, intelectual e social das crianças e jovens.

No âmbito do MIBE, a International Association of School Libraries (IASL) lança os habituais projetos de troca de marcadores de livros entre escolas de diferentes países – com a opção de realizar estas trocas por correio ou virtualmente – e propõe algumas atividades a desenvolver.

Dia Mundial da Língua Portuguesa





 

O evento comemorativo do Dia Mundial da Língua Portuguesa, organizado pelo Camões, I.P., em parceria com CPLP, UNESCO e  ONU News será  disponibilizado a partir das 12h00 de dia 5 de maio no canal Camões, I.P. do YouTube.

 

O evento incluirá testemunhos do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro português, António Costa, do chefe de estado de Cabo Verde e presidente em exercício da CPLP, Jorge Carlos Fonseca, do secretário-executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, e de Sampaio da Nóvoa, representante de Portugal na UNESCO.

Testemunhos de escritores, desportistas, cientistas, artistas e demais individualidades gravados em vídeo serão igualmente divulgados, procurando dar expressão à dimensão pluricêntrica da Língua Portuguesa. Manuel Alegre, José Ramos-Horta, Mia Couto, Germano Almeida, Maria Manuel Mota, Adriana Calcanhotto, Fernando Pimenta, Flora Gomes, Carminho, Milton Hatoum e o Cardeal José Tolentino Mendonça são algumas das individualidades.

Um concerto com os cantautores Aline Frazão (Angola), Ivan Lins (Brasil), Teófilo Chantre (Cabo Verde), Manecas Costa (Guiné-Bissau), Stewart Sukuma (Moçambique), João Gil (Portugal), Tonecas Prazeres (São Tomé e Príncipe) e Zé Camarada (Timor-Leste) encerrará o evento, que permanecerá disponível e de acesso público no YouTube.

Atividades do Dia Mundial da Língua Portuguesa 

O DN volta a publicar por ocasião do Dia Mundial da Língua Portuguesa as quatro crónicas que Eça de Queiroz escreveu para o jornal, entre os dias 18 e 21 de janeiro de 1870. A pedido de Eduardo Coelho, o então jovem escritor acedeu “com a mais perfeita vontade” a contar “descarnadamente” o que lhe ficou na memória “daqueles dias confusos”. As reportagens, publicadas ao longo de quatro dias em janeiro de 1870, já com o romancista de regresso a Portugal, são iniciadas com “Sr. Redator”, como se Eça estivesse a escrever pessoalmente ao diretor do jornal.

Ler e escrever é ler e escrever em português. A língua e o seu uso, tanto do ponto de vista funcional como do criativo e literário, não pode, assim, deixar de ter para a ação do Plano Nacional de Leitura a maior relevância.

© PAA BEA Efemérides 2019/2020

Dia Mundial do Livro

No Dia Mundial do Livro, a Biblioteca Escolar da ESSJE convida a comunidade escolar a partilhar, nos comentários deste artigo, a resposta à pergunta Se eu fosse um livro. Boas Leituras

O dia 23 de abril comemora o Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor.  A UNESCO escolheu este dia, em virtude de a 23 de abril se assinalar o falecimento de escritores, como Josep Pla, escritor catalão, e William Shakespeare, dramaturgo inglês.

© PAA BEA Efemérides 2019/2020

Ligação

46º aniversário do 25 de abil de 1974

 A BECRE assinala o 46ª aniversário do 25 de abril de 1974, partilhando o Dossier Temático da RTP Ensina sobre esta efeméride esperando assim ir ao encontro das aprendizagens dos seus alunos.

Dia Internacional das Mulheres

Em 2020, o Dia Internacional das Mulheres (8 de março) está alinhado com a nova campanha multigeracional da ONU Mulheres, Geração Igualdade, que marca o 25º aniversário da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim.

A Biblioteca Escolar assinala a efeméride com a exposição de diversas obras do seu catálogo alusivo ao tema.

O Carnaval entre nós

Quem passa nestes dias pelo Bar da Escola Secundária de S. João do Estoril vai encontrar um espaço alegre onde a decoração e a música sensibilizam os alunos para a quadra.

– Olha… pois… é Carnaval! – comentários de alguns dos nossos alunos. O tempo passa rapidamente e nem sempre é possível abordar os ciclos que marcam o ano nas diversas disciplinas. O bar torna-se assim uma oportunidade de memória para alguns e de descoberta para outros. As máscaras são o elemento decorativo deste espaço que nos recordam as máscaras em Veneza, Itália. A celebração já começou um pouco por todo o mundo.

 O Carnaval do Brasil é uma parte importante da cultura brasileira a que se refere Jorge Amado no seu primeiro romance publicado em 1931

Entre o azul do céu e o verde do mar, o navio ruma o verde-amarelo pátrio.

Três horas da tarde. Ar parado. Calor.

No tombadilho, entre franceses, ingleses, argentinos e ianque está todo o Brasil (Evoé, Carnaval!). (Jorge Amado, O País do Carnaval).

Em Portugal o Carnaval encontra expressão um pouco por todas as suas regiões, manifestações licenciosas, de crítica social e exposição em praça pública de males alheios. Por terras de Podence, Lazarim, Lindoso para terminar com o enterro do entrudo em Repeses ( Teresa Perdigão e Afonso Alves, Portugal Festas e Romarias, 46-83 p.).

O ciclo da germinação ou da morte coletiva (… ) Começa com o Carnaval, que os camponeses preferem chamar Entrudo (de introitos, entrada). (Maria Victória Ataíde, Alcains.Tradições de uma Vila da Beira Interior 46-47 p.)

O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Santa Cruz de Tenerife, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspiraram no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Carnaval#Etimologia

Jorge Amado, O País do Carnaval.2001

Teresa Perdigão e Afonso Alves, Portugal Festas e Romarias

Decoração do Bar: Florbela, Tila e Conceição

©BEA PAA. Efemérides. Carnaval

A propósito do dia de S. Valentim

No próximo dia 14 de fevereiro celebra-se o Dia de São Valentim. Assinalado em muitos países, como o dia dos namorados. A biblioteca escolar convida a comunidade escolar  para que venham até à zona informal de leitura e aproveitem para ler alguns textos da nossa literatura alusivos ao tema. Deixemos aqui algumas sugestões de leitura.

Livros em destaque

Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto

No dia 27 de janeiro assinala-se o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Esta data recorda o dia 27 de janeiro de 1945 marcado pela libertação do campo de concentração de Auschwitz-Birkenau, na Polónia, palco de uma das mais hediondas barbáries vividas pela humanidade.

A biblioteca escolar, no âmbito do seu plano de atividades, associa-se à efeméride através de uma pequena mostra de livros sobre o tema.  A comunidade educativa está assim convidada a visitar no seu espaço entre os dias 27 e 31 de janeiro as referidas obras que refletem sobre a intolerância, a discriminação, o racismo, a xenofobia e o antissemitismo questões que se encontram na ordem do dia e que não se coadunam com os valores fundamentais consignados pela Carta dos Direitos Humanos.

Ficheiros:
Dia internacional em memória das vítimas do Holocausto 2020

Refugiados e holocausto

Espaço Memória dos Exílios

Exposição