Veja “Plano de Transição Digital na Educação” no YouTube

Perfil do Professor Bibliotecário

Os professores bibliotecários asseguram na escola, o funcionamento e gestão das bibliotecas, as atividades de articulação com o currículo, de desenvolvimento das literacias e de formação de leitores.

Compete-lhes gerir as bibliotecas do agrupamento enquanto espaços agregadores de conhecimento, recursos diversificados e implicados na mudança das práticas educativas, no suporte às aprendizagens, no apoio ao currículo, no desenvolvimento da literacia da informação, tecnológica e digital, na formação de leitores críticos e na construção da cidadania. Compete-lhes, ainda, garantir serviços de biblioteca a todas as escolas do agrupamento.

Veja “Miguel Torga – Natal” no YouTube

Vídeo

Assinalar o Dia dos Direitos Humanos – 10 a 18 de dezembro de 2020

No âmbito do seu Plano de Atividades, a Biblioteca Escolar Centro de Recursos Educativos, tem vindo a assinalar o Dia Internacional dos Direitos Humanos com diversas atividades. Apesar das atuais contingências deixam-se aqui alguns materiais e recursos para reflexão ou dinamização nos contextos de sala de aula. A participação na conferência do dia 15 carece de inscrição prévia. Agradecemos que no espaço reservado aos comentários de cada atividade sejam registadas as turmas que a desenvolveram assim como o seu grau de satisfação. Qualquer esclarecimento pode ser dirigido ao professor António Padeira.

Made with Padlet

©BEA PAA 2020/2021 Efemérides

Mãos Solidárias 2020 – “A Força da Esperança” – #MaisSolidários

A Campanha Mãos Solidárias 2020, “A Força da Esperança” – #MaisSolidários, irá decorrer entre os dias 17 de novembro e 18 de dezembro.
À semelhança de anos anteriores, terá como principal objetivo ajudar as famílias dos alunos do nosso Agrupamento que neste momento passam por grandes privações. Esperamos sensibilizar-vos a ajudar a proporcionar um Natal mais feliz. A contribuição de cada um irá ser essencial para a constituição dos cabazes a entregar entre os dias 20 e 21 de dezembro.
Formas de participação:

  • A nível individual bastando para o efeito deixar na biblioteca a oferta dos produtos;
  • Pelas turmas: Os alunos delegados ajudaram os seus colegas a organizar a recolha dos diversos produtos de forma a encher 1 ou mais sacos que depois serão entregues na biblioteca da escola.
    Os sacos da campanha (oferta da loja Celeiro do CascaiShopping ) podem ser pedidos pelo delegado de turma na biblioteca da escola.
  • Simultaneamente e enquanto decorre a recolha dos produtos para os cabazes solidários, será sorteado um computador que se encontra em exposição na biblioteca da escola. Quem estiver interessado em se habilitar a este fabuloso prémio, pode adquirir uma ou mais rifas à venda na papelaria, na biblioteca e no PBX da escola. O sorteio será realizado no dia 17 de dezembro na biblioteca escolar sob a supervisão da equipa responsável pelo Projeto Mãos Solidárias.

Podemos fazer a diferença. A participação de todos é fundamental esta é a “Força da Esperança”-#MaisSolidários.

Todas as informações sobre a Campanha Mãos Solidárias poderão ser dadas pelo professor António Padeira na biblioteca escolar da escola sede do agrupamento, ou através do email biblioteca.essje@gmail.com.

O DIA DE S. MARTINHO: COMEMORAÇÕES E TRADIÇÕES

O São Martinho festeja-se numa época do ano marcada pela colheita da castanha (feita durante os meses de outubro, novembro e dezembro) por isso, é natural que ela seja convidada para fazer parte da festa! A castanha é chamada, na zona de Trás-os-Montes, o pão dos pobres. No entanto, há histórias que contam que a origem dos magustos está no Dia de Todos os Santos, 1 de novembro. Diz-se que se terá começado por preparar mesas com castanhas por altura de novembro para que os espíritos dos mortos da família aparecessem e as pudessem comer. Quando nasce, a castanha está protegida por uma “capa” cheia de picos – o chamado ouriço da castanha. Quando chega o outono, o ouriço abre-se e a castanha cai!(ler mais)

“Mas o fruto dos frutos, o único que ao mesmo tempo alimenta e simboliza, cai de umas árvores altas, imensas, centenárias, que, puras como vestais, parecem encarnar a virgindade da própria paisagem. Só em Novembro as agita a inquietação funda, dolorosa, que as faz lançar ao chão lágrimas que são ouriços. Abrindo-as, essas lágrimas eriçadas de espinhos deixam ver numa cama fofa a maravilha singular de que falo, tão desafectada que até no nome é doce e modesta – a castanha. Assada, no S. Martinho, serve de lastro à prova do vinho novo. Cozida, no Janeiro glacial, aquece as mãos e a boca dos pobres e ricos. Crua, engorda os porcos, com a vossa licença…”.

Miguel Torga, em “Um Reino Maravilhoso” (1941)

Tendo em conta a atual situação de pandemia, a Biblioteca Escolar não irá realizar o habitual Magusto, mas partilha as fotos da edição de 2019 com a promessa de voltar para o ano, Boas Leituras

 

©BEA PAA 2020/2021 Efemérides

Miúdos a Votos • 5.ª edição

Descrição
A Rede de Bibliotecas Escolares e a revista VISÃO Júnior organizam anualmente a eleição na qual é dada a possibilidade às crianças e jovens de todas as escolas, de votarem no livro de que mais gostam, replicando os procedimentos e as normas de uma eleição real. Esta iniciativa constitui um exercício ímpar de cidadania, valorizando a responsabilidade do ato de votar. Tem também vindo a evidenciar-se a importância desta ação na promoção da leitura, realizada entre pares, a partir das suas escolhas.

A partir do dia 2 de novembro e até às 23:59 do dia 30 de novembro, os alunos são convidados a nomear o seu livro preferido através deste formulário.

De acordo com o regulamento, cada aluno só pode fazer uma nomeação. Os livros mais nomeados em cada ciclo serão aqueles que constituirão o respetivo boletim de voto no dia das eleições-

Destinatários Alunos do 1.º ao 12.º ano, de todas as escolas que que tenham o Português como primeira língua.

Objetivos
1. Envolver os alunos em processos democráticos de decisão
2. Promover a participação dos alunos na promoção dos livros e da leitura

Regulamento

Calendário

Perguntas frequentes

Dia internacional da Biblioteca Escolar

No Dia Internacional da Biblioteca Escolar queremos convidar a visitar a tua biblioteca da escola e lê um livro. Podes leva-lo emprestado com toda a segurança. Usa a máscara, lê um livro. Sê feliz!

Mês Internacional das Bibliotecas Escolares • Outubro 2020

Outubro é o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares (MIBE), uma oportunidade para as bibliotecas escolares de todo o mundo darem a conhecer o trabalho que desenvolvem e mostrarem que não são apenas um serviço, mas um centro nevrálgico vital nas escolas. 

O tema do MIBE 2020, Descobrir caminhos para a saúde e o bem-estar com a biblioteca escolar, baseia-se no Objetivo do Desenvolvimento Sustentável número 3 da Agenda 2030 da ONU: Saúde de qualidade. Questão central na atualidade, o tema leva-nos a refletir sobre a relação entre o conhecimento e a construção de uma visão holística do ser humano no mundo. A biblioteca escolar, assumindo a missão de servir a comunidade, é convidada a celebrar neste mês os caminhos que vai descobrindo para ajudar a promover a saúde e o bem-estar ocupacional, emocional, físico, espiritual, intelectual e social das crianças e jovens.

No âmbito do MIBE, a International Association of School Libraries (IASL) lança os habituais projetos de troca de marcadores de livros entre escolas de diferentes países – com a opção de realizar estas trocas por correio ou virtualmente – e propõe algumas atividades a desenvolver.

Concurso Nacional de Leitura 14.ª edição

A 14.ª Edição do Concurso Nacional de Leitura (CNL) decorre entre o dia 1 de outubro de 2020, data oficial de abertura, e o dia 5 de junho de 2021, dia da grande final, em Oeiras.

O objetivo central do Concurso Nacional de Leitura é estimular o gosto e os hábitos de leitura e melhorar a compreensão leitora. A iniciativa tem como destinatários alunos dos 1.º,2.º, 3.º ciclos do ensino básico e alunos do ensino secundário.

Cabe ao Plano Nacional de Leitura 2027 (PNL2027) em parceria com Rede de Bibliotecas Escolares (RBE); Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas (DGLAB); Camões – Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, IP); Direção-Geral de Administração Escolar/Direção de Serviços de Ensino e das Escolas Portuguesas no Estrangeiro (DGAE/DSEEPE) e com a Rádio Televisão Portuguesa (RTP), responsável pela cobertura televisiva do evento, a iniciativa e o desenvolvimento do CNL, ao longo de quatro fases consecutivas:(ler mais)

© PAABEA Concurso Nacional de Leitura 2020/2021