Monthly Archives: Outubro 2019

Dia Nacional da Biblioteca Escolar

Cascais foi o concelho escolhido pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) para as comemorações do Dia Nacional da Biblioteca Escolar, no dia 28 de outubro. As iniciativas irão decorrer na Casa das Histórias Paula Rego e numa carruagem de comboio da CP, envolvendo alunos de dois agrupamentos de escolas do concelho.

A partir do mote “Onde para a leitura?”, os jovens são desafiados a refletirem sobre o perfil do leitor e da biblioteca, a partir de situações reais no âmbito da mobilidade sustentável.

(Carlos Pinheiro, Linha de Leitura https://wp.me/pl6B4-lE).

O nosso Agrupamento irá participar com as turmas G e K do 10° e a turma de artes do 12°F.

@PAABEA 2019/2020

Anúncios

Prémio Nobel da Literatura 2019

O escritor, dramaturgo e argumentista austríaco Peter Handke (n. 1942) é o novo Nobel da Literatura, (…)

Considerado um dos mais importantes autores de teatro da geração pós-Samuel Beckett, o vencedor do Nobel da Literatura de 2019, Peter Handke, tem uma extensa obra bem mais difundida em Portugal, onde há décadas estão publicados volumes como Uma Breve Carta para Um Longo Adeus (Difel, 1972), A Mulher Canhota (Difel, 1986), A Angústia do Guarda-redes antes do Penalty (Relógio D’Água, 1987), Para Uma Abordagem da Fadiga (Difel, 1989), ou A Tarde de Um Escritor (1988), bem como a colectânea de peças Teatro (Plátano, 1975). Poema à Duração (Assírio & Alvim, 2002), Os Insensatos Estão a Extinguir-se (Alexandria, 2005), Numa Noite Escura Saí da Minha Casa Silenciosa (Casa das Letras, 2006) e Os Belos Dias de Aranjuez: Um Diálogo de Verão (Documenta, 2014) são outros títulos que tiveram edição portuguesa nos últimos anos.

Público

Vamos imaginar… – Mês Internacional das Bibliotecas Escolares

Neste mês de outubro, internacionalmente celebrado como o mês das bibliotecas escolares, é-nos proposto pela IASL o lema Vamos imaginar

Vamos imaginar… que os nossos alunos reconhecem o valor do património humano nas suas diferentes vertentes, que aprendem a criar, a pensar, a intervir, a fundamentar as suas opiniões, a melhorar a sua relação consigo, com os outros e que encontram o seu lugar no mundo.

Vamos imaginar… que se estabelecem pontes entre os vários agentes educativos na escola e que todos juntos construímos uma escola criativa, motivadora e geradora de um futuro promissor.

Vamos imaginar… que as bibliotecas respondem aos sonhos dos nossos alunos, dos nossos professores e da nossa escola.

Com o vosso trabalho, empenho e constante esforço de atualização, sei que podemos ir além de imaginar, concretizando muitos destes desafios.

Neste arranque de um mês tão simbólico para as bibliotecas, venho desejar os maiores sucessos ao longo deste ano letivo, sabendo-se que o êxito coletivo resulta dos bons resultados de cada um.

Cordialmente,

Manuela Pargana Silva