Tag Archives: Língua

Dia Mundial da Língua Portuguesa





 

O evento comemorativo do Dia Mundial da Língua Portuguesa, organizado pelo Camões, I.P., em parceria com CPLP, UNESCO e  ONU News será  disponibilizado a partir das 12h00 de dia 5 de maio no canal Camões, I.P. do YouTube.

 

O evento incluirá testemunhos do secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, do Presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, do primeiro-ministro português, António Costa, do chefe de estado de Cabo Verde e presidente em exercício da CPLP, Jorge Carlos Fonseca, do secretário-executivo da CPLP, Francisco Ribeiro Telles, e de Sampaio da Nóvoa, representante de Portugal na UNESCO.

Testemunhos de escritores, desportistas, cientistas, artistas e demais individualidades gravados em vídeo serão igualmente divulgados, procurando dar expressão à dimensão pluricêntrica da Língua Portuguesa. Manuel Alegre, José Ramos-Horta, Mia Couto, Germano Almeida, Maria Manuel Mota, Adriana Calcanhotto, Fernando Pimenta, Flora Gomes, Carminho, Milton Hatoum e o Cardeal José Tolentino Mendonça são algumas das individualidades.

Um concerto com os cantautores Aline Frazão (Angola), Ivan Lins (Brasil), Teófilo Chantre (Cabo Verde), Manecas Costa (Guiné-Bissau), Stewart Sukuma (Moçambique), João Gil (Portugal), Tonecas Prazeres (São Tomé e Príncipe) e Zé Camarada (Timor-Leste) encerrará o evento, que permanecerá disponível e de acesso público no YouTube.

Atividades do Dia Mundial da Língua Portuguesa 

O DN volta a publicar por ocasião do Dia Mundial da Língua Portuguesa as quatro crónicas que Eça de Queiroz escreveu para o jornal, entre os dias 18 e 21 de janeiro de 1870. A pedido de Eduardo Coelho, o então jovem escritor acedeu “com a mais perfeita vontade” a contar “descarnadamente” o que lhe ficou na memória “daqueles dias confusos”. As reportagens, publicadas ao longo de quatro dias em janeiro de 1870, já com o romancista de regresso a Portugal, são iniciadas com “Sr. Redator”, como se Eça estivesse a escrever pessoalmente ao diretor do jornal.

Ler e escrever é ler e escrever em português. A língua e o seu uso, tanto do ponto de vista funcional como do criativo e literário, não pode, assim, deixar de ter para a ação do Plano Nacional de Leitura a maior relevância.

© PAA BEA Efemérides 2019/2020