Dia Internacional das Mulheres

Em 2020, o Dia Internacional das Mulheres (8 de março) está alinhado com a nova campanha multigeracional da ONU Mulheres, Geração Igualdade, que marca o 25º aniversário da Declaração e Plataforma de Ação de Pequim.

A Biblioteca Escolar assinala a efeméride com a exposição de diversas obras do seu catálogo alusivo ao tema.

O Carnaval entre nós

Quem passa nestes dias pelo Bar da Escola Secundária de S. João do Estoril vai encontrar um espaço alegre onde a decoração e a música sensibilizam os alunos para a quadra.

– Olha… pois… é Carnaval! – comentários de alguns dos nossos alunos. O tempo passa rapidamente e nem sempre é possível abordar os ciclos que marcam o ano nas diversas disciplinas. O bar torna-se assim uma oportunidade de memória para alguns e de descoberta para outros. As máscaras são o elemento decorativo deste espaço que nos recordam as máscaras em Veneza, Itália. A celebração já começou um pouco por todo o mundo.

 O Carnaval do Brasil é uma parte importante da cultura brasileira a que se refere Jorge Amado no seu primeiro romance publicado em 1931

Entre o azul do céu e o verde do mar, o navio ruma o verde-amarelo pátrio.

Três horas da tarde. Ar parado. Calor.

No tombadilho, entre franceses, ingleses, argentinos e ianque está todo o Brasil (Evoé, Carnaval!). (Jorge Amado, O País do Carnaval).

Em Portugal o Carnaval encontra expressão um pouco por todas as suas regiões, manifestações licenciosas, de crítica social e exposição em praça pública de males alheios. Por terras de Podence, Lazarim, Lindoso para terminar com o enterro do entrudo em Repeses ( Teresa Perdigão e Afonso Alves, Portugal Festas e Romarias, 46-83 p.).

O ciclo da germinação ou da morte coletiva (… ) Começa com o Carnaval, que os camponeses preferem chamar Entrudo (de introitos, entrada). (Maria Victória Ataíde, Alcains.Tradições de uma Vila da Beira Interior 46-47 p.)

O Carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Santa Cruz de Tenerife, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspiraram no Carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo, como São Paulo, Tóquio e Helsinque.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Carnaval#Etimologia

Jorge Amado, O País do Carnaval.2001

Teresa Perdigão e Afonso Alves, Portugal Festas e Romarias

Decoração do Bar: Florbela, Tila e Conceição

©BEA PAA. Efemérides. Carnaval

A propósito do dia de S. Valentim

No próximo dia 14 de fevereiro celebra-se o Dia de São Valentim. Assinalado em muitos países, como o dia dos namorados. A biblioteca escolar convida a comunidade escolar  para que venham até à zona informal de leitura e aproveitem para ler alguns textos da nossa literatura alusivos ao tema. Deixemos aqui algumas sugestões de leitura.

Livros em destaque

Lançamento do Livro Para que nunca se esqueça

A interface web de catalogação, pesquisa e empréstimo

 

Realizou-se no dia 16 de janeiro, na biblioteca escolar a 3ª sessão da ação de formação “A interface web de catalogação, pesquisa e empréstimo- Versão 4 Prisma”.

Orientaram a sessão a Dra. Ana Cristina Trabazos,  responsável do Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares e a formadora Liliana Rodrigo da equipa do MindPrisma.

Recorda-se que a presente formação resulta da colaboração da MIND Prisma com a Câmara Municipal de Cascais e destina-se aos professores bibliotecários do conselho que vêm assim concretizado   uma velha aspiração relativa à implementação da página agregadora dos catálogos das redes de bibliotecas.

©BEA PAA 2019/2020

AP

Entrega dos Diplomas do Quadro de Valor dos voluntários da biblioteca

No passado dia 7 de dezembro os alunos voluntários da biblioteca escolar do ano letivo 2018/2019 receberam o Diploma do Quadro de Valor.


Os alunos, prestaram voluntariamente, um serviço na Biblioteca Escolar, Centro de Recursos Educativos (BECRE) da Escola Secundária de S. João do Estoril contribuindo de forma desinteressada e responsável para o desenvolvimento das finalidades da BECRE. No âmbito das suas capacidades, concretizaram diversas tarefas nomeadamente o atendimento dos utilizadores daquele espaço, a etiquetagem, informatização e arrumação dos livros. A sua ação constituiu expressão do exercício livre de uma cidadania activa e solidária promovendo a autonomia e as relações interpessoais. Parabéns aos alunos voluntários:

  • Daniela de Oliveira Vitorino Simões, do 10º ano, turma I;
  • Ema Cortes Carvalho do 10º ano turma C;
  • Sara Maltez de Almeida Llorente do 10º ano turma A;
  • Mariana Rodrigues Martins, do 11º K;
  • Maria Bernardo de Oliveira do 11º K.
  • Lia Cortes Carvalho do 11º K
  • Eunice Januário Gomes do 11º L
  • Luis Ricardo Ribeiro Jaguaribe do 11º L
  • Rafael Liberalino Maniçoba do 11º D


Imagem

Aproxima-te – Projeto Mãos Solidárias 2019

Magusto

O Dia de S. Martinho foi mais uma vez assinalado na nossa escola. A Biblioteca Escolar juntamente com as funcionárias do Bar realizaram o anunciado Magusto. Contrariando o dito popular “Verão de S. Martinho”, a chuva quis marcar presença neste momento de confraternização da comunidade escolar. Apesar deste constrangimento muitos foram os que provaram a castanha assada pelo professor António Padeira. Um bem haja a todos quantos contribuíram para a sua realização. As fotos

PAABEA Efemérides 2019/2020

Conferência PNL2027 O Elogio da Leitura

A terceira conferência do PNL2027 é dedicada ao elogio da leitura como forma de enaltecimento do lugar que esta mantém no nosso tempo e da consciência do seu papel em benefício das sociedades.

A leitura, na sua multifuncionalidade, é o principal instrumento de acesso à aprendizagem e ao conhecimento, de domínio sobre a informação e a comunicação, de compromisso ético e cívico, de afirmação da liberdade e dignidade humanas.

Leitura e escrita são a base fundacional de todas as literacias e a condição primeira para um juízo compreensivo e crítico, o enriquecimento cultural, a formação estética e a memória individual e coletiva.  Sem a palavra não existe história nem a ideia de humanidade, a linguagem e o pensamento ficam cerceados e a consciência de si e do mundo diminuída.

Numa sociedade em acelerada e profunda mudança, única na história da humanidade, com grandes oportunidades e desafios, mas também com inúmeros riscos e bloqueios, faz cada vez mais sentido evocar o valor da leitura, refletindo sobre ele a partir do olhar de diferentes políticas públicas e do ponto de vista das diferentes literacias.

Dia Nacional da Biblioteca Escolar

Cascais foi o concelho escolhido pela Rede de Bibliotecas Escolares (RBE) para as comemorações do Dia Nacional da Biblioteca Escolar, no dia 28 de outubro. As iniciativas decorreram na Casa das Histórias Paula Rego e numa carruagem de comboio da CP, envolvendo alunos de dois agrupamentos de escolas do concelho.

A partir do mote “Onde para a leitura?”, os jovens foram desafiados a refletirem sobre o perfil do leitor e da biblioteca, a partir de situações reais no âmbito da mobilidade sustentável.

(Carlos Pinheiro, Linha de Leitura https://wp.me/pl6B4-lE).

O nosso Agrupamento  participa com as turmas G e K do 10° ano, a turma F do 11º ano e do 12°F. Imagens do dia

@PAABEA 2019/2020