Efeméride do nascimento de Agustina Bessa-Luís

agustina-bessa-luisAgustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, a 15 de Outubro de 1922. A sua infância e adolescência são passadas nesta região, cuja ambiência marcará fortemente a obra da escritora. Estreou-se como romancista em 1948, com a novela Mundo Fechado, tendo desde então mantido um ritmo de publicação pouco usual nas letras portuguesas, contando até ao momento com mais de meia centena de obras. Apesar da sua obra não poder ser inserida numa corrente literária determinada, é conhecido o seu interesse por autores como Camilo Castelo Branco. Esta influência do romantismo levou Eduardo Lourenço a inserir a sua obra na corrente neo-romântica. A sua actividade literária foi variada e o seu valor reconhecido. Mas também o seu valor pessoal, tendo estado à frente de vários organismos, quer nacionais quer internacionais.

ver e ouvir

ver e ouvir


Mas é em 1954, com o romance A Sibila, que Agustina Bessa-Luís se impõe como uma das vozes mais importantes da ficção portuguesa contemporânea. Conjugando influências pós-simbolistas de autores como Raul Brandão, em A Sibila, Agustina Bessa- Luís constrói uma linguagem narrativa onde o intuitivo, o simbólico e uma certa sabedoria telúrica e ancestral- transmitidos numa escrita de características aforísticas- dão a Quina, a personagem principal do romance, uma profundidade psíquica que dão a esta obra características muito peculiares.

A particularidade da sua produção artística permitiu que vários dos seus romances tivessem sido adaptados ao cinema pelo realizador Manoel de Oliveira:

Em 1981 – Francisca, a partir do romance Fanny Owen;

Em 1993 – Vale Abraão,  a partir do romance Vale Abraão;

Em 1995 – O Convento, adaptação do romance As Terras do Risco;

Em 1996 – Party,  da  peça Party: Garden-Party dos Açores;

Em 1998 – Inquietude, do conto A Mãe de um Rio;

Em 2002 – O Princípio da Incerteza, a partir do romance O Princípio da Incerteza;

Em 2005 – Espelho Mágico, adaptação do romance A Alma dos Ricos;

Em 2001 – Porto da minha infância;

Mas também no teatro conheceu o sucesso. A sua obra As Fúrias foi encenada por Filipe La Féria (Teatro Nacional D. Maria II, 1995). 

A sua obra foi muito premiada. Destacamos apenas alguns dos prémios recebidos:

Em Maio de 2002 Agustina Bessa-Luís é, pela segunda vez, contemplada com o Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores com a obra “O Princípio da Incerteza – Jóia de Família”;

Em 2004 foi distinguida com os prémios Vergílio Ferreira, atribuído pela Universidade de Évora, pela sua carreira como ficcionista;

Em 2004 recebe ainda o Prémio Camões 2004, o mais alto galardão das letras em português.

 

Recolha realizada pela professora Adelaide Saraiva

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s